Um olhar interior...

Terça-feira, 30 de Junho de 2009

 

 

  Imagino-me

 

Imagino-me numa praia onde estou eu e o mar,

a areia e o sol, e num momento de magia

apareces tu para embelezar e dar alegria

ao lindo quadro que se encerra no meu avistar.

 

Sei bem quem és e sei bem de onde vens

Trazes contigo o sorriso mais lindo que conheço

E esse teu olhar distante e belo que tens

Vem deixar (dentro de mim) um valor sem preço.

 

E é ao  caminhar pelas margens das ondas

que tu e eu nos cruzamos e abraçamos

Num aperto demorado e apaixonado

E, assim nos amamos e ficamos.

 

 

Ana Fernandes- AIMSF

publicado por AIMSF às 14:58
link do post | comentar | | | favorito

Quarta-feira, 10 de Junho de 2009

 

 

Hoje o dia tem uma luz diferente.

Tem o sabor e o calor de um dia de Verão

Os pássaros no meu jardim cantam de alegria

e vêem buscar comida no meu chão.

 

Eu  vou-me apressar porque há por aí

(aqui perto) uma praia que chama por mim.

Preciso sentir o sabor do mar, da areia,

Antes que o dia chegue ao fim.

 

Adoro a praia e para lá vou

Mas porquê que ainda aqui estou??

 

Ainda vou almoçar é só por isso, LOL

 

 

Ana Fernandes- AIMSF

publicado por AIMSF às 13:01
link do post | comentar | | | favorito

Sexta-feira, 22 de Maio de 2009
Há amores assim
Que nunca têm inicio
Muito menos têm fim
Na esquina de uma rua
Ou num banco de jardim
Quando menos esperamos
Há amores assim

Não demores tanto assim
Enquanto espero o céu azul
Cai a chuva sobre mim
Não me importo com mais nada
Se és direito ou o avesso
Se tu fores o meu final
Eu serei o teu começo

Não vou ganhar
Nem perder
Nem me lamentar
Estou pronta a saltar
De cabeça contra o mar

Não vou medir
Nem julgar
Eu quero arriscar
Tenho encontro marcado
Sem tempo nem lugar

Je t'aime j'adore
Um amor nunca se escolhe
Mas sei que vais reparar em mim
Yo te quiero tanto
E converso com o meu santo
Eu rezo e até peço em latim

Quando te encontrar sei que tudo se iluminará
Reconhecerei em ti meu amor, a minha eternidade
É que na verdade a saudade já me invade
Mesmo antes de te alcançar
É a sede que me mata
Ao sentir o rio abraçar o mar

Sem lágrima caída
Sou dona da minha vida
Sem nada mais nada
De bem com a vida

 

Donna Maria

publicado por AIMSF às 14:00
link do post | comentar | | | favorito

Quarta-feira, 20 de Maio de 2009

 

Una Noche

Despues de pensar, despues de ver
admito lo de andar sobre el agua del mar
Tibia claridad
Que vi por mi calle pasar
Sin saber que hacer, si sentir o pensar
Solo que aun hoy sigo
Aun hoy sigo atandome a ti

Aun hoy mi amor te doy
Mi cuerpo con alma
Se esconde del sol
De noche se escapa
Aun hoy te doy
Mi cuerpo con alma
Aun hoy, aun hay

Que esconde la noche
Va aguardar entre nosotros dos
O sentir o pensar
Se me lleno de luz la noche
Es porque yo vine a dar
Delfines en tu voz
Y sentir sin pensar

Solo que aun hoy sigo
Aun hoy sigo amandote a ti

Aun hoy, mi amor
Aun hay dos cuerpos con alma
Se esconden del sol
De noche se escapan
De noche se dan
Los cuerpos, las alma
Aun hoy, aun hay

Solo que aun hoy sigo
Aun hoy sigo amandote a ti

Aun hoy, mi amor
Aun hay dos cuerpos con alma
Se esconden del sol
De noche se escapan
De noche se dan
Los cuerpos, las almas
Aun hoy, aun hay

Aun hoy, aun hay
Aun hoy, aun hay ...

Alejandro Sanz e The Corrs

publicado por AIMSF às 10:34
link do post | comentar | | | favorito

Sexta-feira, 15 de Maio de 2009

Amar

 

Que pode uma criatura senão,
entre criaturas, amar?
amar e esquecer,
amar e malamar,
amar, desamar, amar?
sempre, e até de olhos vidrados amar?


Que pode, pergunto, o ser amoroso,
sozinho, em rotação universal, senão
rodar também, e amar?
amar o que o mar traz à praia,
o que ele sepulta, e o que, na brisa marinha, é sal, ou precisão de
amor, ou simples ânsia?


Amar solenemente as palmas do deserto, o que é entrega ou adoração
expectante, e amar o inóspito, o cru, um vaso sem flor, um chão de
ferro, e o peito inerte, e a rua vista em sonho, e uma ave de
rapina.Este o nosso destino: amor sem conta, distribuído pelas coisas
pérfidas ou nulas, doação ilimitada a uma completa ingratidão, e na
concha vazia do amor a procura medrosa, paciente, de mais e mais amor.


Amar a nossa falta mesma de amor, e na secura nossa amar a água
implícita, e o beijo tácito, e a sede infinita.


Carlos Drummond de Andrade

publicado por AIMSF às 10:43
link do post | comentar | | | favorito

Terça-feira, 12 de Maio de 2009

 

Todas as ruas do amor

SE SOU TINTA
TU ÉS TELA
SE SOU CHUVA
ÉS AGUARELA
SE SOU SAL
ÉS BRANCA AREIA
SE SOU MAR
ÉS MARÉ CHEIA
SE SOU CÉU
ÉS NUVEM NELE
SE SOU ESTRELA
ÉS DE ENCANTAR
SE SOU NOITE
ÉS LUZ PARA ELA
SE SOU DIA
ÉS O LUAR

SOU A VOZ
DO CORAÇÃO
NUMA CARTA
ABERTA AO MUNDO
SOU O ESPELHO
D’EMOÇÃO
DO TEU OLHAR
PROFUNDO
SOU UM TODO
NUM INSTANTE
CORPO DADO
EM JEITO AMANTE
SOU O TEMPO
QUE NÃO PASSA
QUANDO A SAUDADE
ME ABRAÇA

BEIJA O MAR
O VENTO E A LUA
SOU UM SOL
EM NEVE NUA
EM TODAS AS RUAS
DO AMOR
SERÁS MEU
E EU SEREI TUA

SE SOU TINTA
TU ÉS TELA
SE SOU CHUVA
ÉS AGUARELA
SE SOU SAL
ÉS BRANCA AREIA
SE SOU MAR
ÉS MARÉ CHEIA
SE SOU CÉU
ÉS NUVEM NELE
SE SOU ESTRELA
ÉS DE ENCANTAR
SE SOU NOITE
ÉS LUZ PARA ELA
SE SOU DIA
ÉS O LUAR

BEIJA O MAR
O VENTO E A LUA
SOU UM SOL
EM NEVE NUA
EM TODAS AS RUAS
DO AMOR
SERÁS MEU
E EU SEREI TUA

 


Letra Original "Todas as ruas do amor"

(Pedro Marques)

 

 

 

Parabéns ao Grupo que representa, muito, muitíssimo bem, o Nosso Portugal!!!

 Flor de Lis!!!

Uma música fascinante, com ritmos que contagiam  e combinam a alegria  e a beleza de um conjunto de instrumentos que conseguem criar entre si este brilhante resultado.

Mais uma excelente combinação música-letra.

De ouvir e ouvir e ouvir só mais uma vez, please, lol.

 

Ana Fernandes- AIMSF

publicado por AIMSF às 22:26
link do post | comentar | | | favorito

mais sobre mim
pesquisar
 
Abril 2010
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9
10

11
12
13
14
15
17

18
19
20
21
22
23
24

25
26
27
28
29
30


CURRENT MOON
free counters
subscrever feeds

blogs SAPO


Universidade de Aveiro