Um olhar interior...

Segunda-feira, 2 de Novembro de 2009

 

 

A noite desce...

Como pálpebras roxas que tombassem
Sobre uns olhos cansados, carinhosas,
A noite desce... Ah! doces mãos piedosas
Que os meus olhos tristíssimos fechassem!

Assim mãos de bondade me embalassem!
Assim me adormecessem, caridosas,
E em braçadas de lírios e mimosas,
No crepúsculo que desce me enterrassem!

A noite em sombra e fumo se desfaz...
Perfume de baunilha ou de lilás,
A noite põe-me embriagada, louca!

E a noite voi descendo, muda e calma...
Meu doce Amor, tu beijas a minhalma
Beijando nesta hora a minha boca!
 

 

Florbela Espanca

 

publicado por AIMSF às 15:57
link do post | comentar | ver comentários (2) | | | favorito

Domingo, 9 de Agosto de 2009

como uma onda do marDoce Certeza

 

 

Por essa vida fora hás-de adorar
Lindas mulheres, talvez; em ânsia louca,
Em infinito anseio hás de beijar
Estrelas d´ouro fulgindo em muita boca!

Hás de guardar em cofre perfumado
Cabelos d´ouro e risos de mulher,
Muito beijo d´amor apaixonado;
E não te lembrarás de mim sequer...

Hás de tecer uns sonhos delicados...
Hão de por muitos olhos magoados,
Os teus olhos de luz andar imersos!...

Mas nunca encontrarás p´la vida fora,
Amor assim como este amor que chora
Neste beijo d´amor que são meus versos!...

Florbela Espanca, in "A Mensageira das Violetas"

publicado por AIMSF às 00:58
link do post | comentar | | | favorito

Domingo, 14 de Junho de 2009

0038.jpg image by recado

 

Sentido da Vida

 

Nos olhos do mundo a vida reina

E te pergunta,

A quem te entregas hoje?

A fiel resposta que sai da tua boca

Deixa transparecer o teu poder.

Ficas sem as palavras que trocas

Por beijos intensos e verdadeiros!

 

No sentido de teus desejos

Perco-me em ti e tu em mim

Gritamos um amor forte

Pedimos à vida que nos unifique

E nos dê a merecida união.

 

Entre a vontade de saber que queres

( eu também tenho essa vontade).

Imploras a teu jeito

Exiges o teu direito

Eu cercada pela vida,

Entrego-me perdida.

 

E então qual é o teu sentido?

 

Eu luto e desejo ter muita vida.

 

 

Ana Fernandes- AIMSF

publicado por AIMSF às 22:16
link do post | comentar | | | favorito

Quinta-feira, 7 de Maio de 2009

 

 

As Baleias

 

Não é possivel que voce suporte a barra
De olhar nos olhos do que morre em suas mãos
E ver no mar se debater o sofrimento
E até sentir-se um vencedor neste momento

Não é possivel que no fundo do seu peito
Seu coração não tenha lágrimas guardadas
Pra derramar sobre o vermelho derramado
No azul das águas que voce deixou manchadas

Seus netos vão te perguntar em poucos anos
Pelas baleias que cruzavam oceanos
Que eles viram em velhos livros
Ou nos filmes dos arquivos
Dos programas vespertinos de televisão

O gosto amargo do silêncio em sua boca
Vai te levar de volta ao mar e a fúria louca
De uma cauda exposta aos ventos
Em seus últimos momentos
Relembrada num troféu em forma de arpão

Como é possível que voce tenha coragem
De não deixar nascer a vida que se faz
Em outra vida que sem ter lugar seguro
Te pede a chance de existência no futuro

Mudar seu rumo e procurar seus sentimentos
Vai te fazer um verdadeiro vencedor
Ainda é tempo de ouvir a voz dos ventos
 

 

Roberto Carlos

publicado por AIMSF às 10:37
link do post | comentar | | | favorito

mais sobre mim
pesquisar
 
Abril 2010
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9
10

11
12
13
14
15
17

18
19
20
21
22
23
24

25
26
27
28
29
30


CURRENT MOON
free counters
subscrever feeds

blogs SAPO


Universidade de Aveiro