Um olhar interior...

Sábado, 25 de Julho de 2009

 

 

A Bola de Berlim (também conhecida como sonho, no Brasil) é um bolo tradicional de Portugal, semelhante à Berliner alemã. Ao contrário desta, normalmente recheada com doces vermelhos (morango, framboesa, etc.), é recheada com um um doce amarelo chamado creme pasteleiro. O recheio é colocado através de um golpe lateral, sendo sempre visível.

As bolas de Berlim são fritas e polvilhadas com açúcar, antes de serem recheadas com o creme pasteleiro. As suas congéneres alemãs têm um diâmetro um pouco menor e são normalmente polvilhadas com açúcar mais fino.

Em Portugal, é possível encontrar bolas de Berlim na maioria das pastelarias, que, por vezes, também as apresentam sem recheio

 

Wikipédia

 

 

MMMMM são tão boas, principalmente aquelas com creme.

Hoje um amigo teve a amabilidade de me trazer ao trabalho uma bolinha de berlim!!!

Ele vende bolas na praia e por acaso é na praia que eu gosto de ir a da Manta Rota.

É sempre bom ter conhecimentos.

Agora vou para a praia!!!

 

Bom fim de semana!!!!!!!!

 

Ana Fernandes- Aimsf

 

 

publicado por AIMSF às 16:53
link do post | comentar | ver comentários (1) | | | favorito

Terça-feira, 30 de Junho de 2009

 

 

  Imagino-me

 

Imagino-me numa praia onde estou eu e o mar,

a areia e o sol, e num momento de magia

apareces tu para embelezar e dar alegria

ao lindo quadro que se encerra no meu avistar.

 

Sei bem quem és e sei bem de onde vens

Trazes contigo o sorriso mais lindo que conheço

E esse teu olhar distante e belo que tens

Vem deixar (dentro de mim) um valor sem preço.

 

E é ao  caminhar pelas margens das ondas

que tu e eu nos cruzamos e abraçamos

Num aperto demorado e apaixonado

E, assim nos amamos e ficamos.

 

 

Ana Fernandes- AIMSF

publicado por AIMSF às 14:58
link do post | comentar | | | favorito

Quarta-feira, 10 de Junho de 2009

 

 

Hoje o dia tem uma luz diferente.

Tem o sabor e o calor de um dia de Verão

Os pássaros no meu jardim cantam de alegria

e vêem buscar comida no meu chão.

 

Eu  vou-me apressar porque há por aí

(aqui perto) uma praia que chama por mim.

Preciso sentir o sabor do mar, da areia,

Antes que o dia chegue ao fim.

 

Adoro a praia e para lá vou

Mas porquê que ainda aqui estou??

 

Ainda vou almoçar é só por isso, LOL

 

 

Ana Fernandes- AIMSF

publicado por AIMSF às 13:01
link do post | comentar | | | favorito

Sexta-feira, 15 de Maio de 2009

Amar

 

Que pode uma criatura senão,
entre criaturas, amar?
amar e esquecer,
amar e malamar,
amar, desamar, amar?
sempre, e até de olhos vidrados amar?


Que pode, pergunto, o ser amoroso,
sozinho, em rotação universal, senão
rodar também, e amar?
amar o que o mar traz à praia,
o que ele sepulta, e o que, na brisa marinha, é sal, ou precisão de
amor, ou simples ânsia?


Amar solenemente as palmas do deserto, o que é entrega ou adoração
expectante, e amar o inóspito, o cru, um vaso sem flor, um chão de
ferro, e o peito inerte, e a rua vista em sonho, e uma ave de
rapina.Este o nosso destino: amor sem conta, distribuído pelas coisas
pérfidas ou nulas, doação ilimitada a uma completa ingratidão, e na
concha vazia do amor a procura medrosa, paciente, de mais e mais amor.


Amar a nossa falta mesma de amor, e na secura nossa amar a água
implícita, e o beijo tácito, e a sede infinita.


Carlos Drummond de Andrade

publicado por AIMSF às 10:43
link do post | comentar | | | favorito

mais sobre mim
pesquisar
 
Abril 2010
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9
10

11
12
13
14
15
17

18
19
20
21
22
23
24

25
26
27
28
29
30


CURRENT MOON
free counters
subscrever feeds

blogs SAPO


Universidade de Aveiro