Um olhar interior...

Terça-feira, 27 de Outubro de 2009

Sentei-me à beira-mar

 

Sentei-me à beira-mar

O sol batia-me no rosto.

O vento fazia-me arrepiar…

Olhei em teus olhos

Vi-me reflectida em ti.

Suavemente tocaste na minha mão

Estremeci… Corei... Sorri…

Ninguém controlava aquela situação

Ninguém sabia onde ia parar…

Um leve suspiro…

Uma momentânea troca de um olhar…

E tanto que eu te queria dizer…

Dei por mim na tua boca

Um toque… um beijo…

Nada mais ficaria por dizer

Sentias o meu desejo

Era mais do que podias saber…

Queria-te mais que tudo…

E ali ficamos… olhamos o horizonte

Abraçados… longe do mundo

Entre beijos e olhares e carinhos

E palavras sinceras que saíam…

 

É assim que me fazes sentir

É assim que quero estar

Junto a ti… sentir-te… beijar-te…

Estarei a sonhar? Sim, estou…

Mas estamos quase a acordar

E um no outro vamo-nos saciar…

 

 

Ass: Vânia


 

publicado por AIMSF às 14:56
link do post | comentar | ver comentários (1) | | | favorito

Quarta-feira, 9 de Setembro de 2009

Não Ser

 

Quem me dera voltar à inocência
Das coisas brutas, sãs, inanimadas,
Despir o vão orgulho, a incoerência:
- Mantos rotos de estátuas mutiladas!

Ah! arrancar às carnes laceradas
Seu mísero segredo de consciência!
Ah! poder ser apenas florescência
De astros em puras noites deslumbradas!

Ser nostálgico choupo ao entardecer,
De ramos graves, plácidos, absortos
Na mágica tarefa de viver!

Ser haste, seiva, ramaria inquieta,
Erguer ao sol o coração dos mortos
Na urna de oiro duma flor aberta!...

Florbela Espanca, in "Charneca em Flor"

 


 

publicado por AIMSF às 11:06
link do post | comentar | | | favorito

Quarta-feira, 1 de Julho de 2009

 

 

Um Dia de Domingo

Eu preciso te falar
te encontrar
de qualquer jeito
pra sentar e conversar
depois andar
de encontro ao vento
eu preciso respirar
o mesmo ar que te rodeia
e na pele quero ter
o mesmo sol
que te bronzeia
eu preciso te tocar
e outra vez
te ver sorrindo
e voltar num sonho lindo
já não dá mais pra viver
um sentimento sem sentido
eu preciso descobrir
a emoção de estar contigo
ver o sol amanhecer
e ver a vida acontecer
num dia de domingo
Faz de conta que
ainda é cedo
tudo vai ficar
por conta da emoção
Faz de conta que
ainda é cedo
e deixar falar a voz
a voz do coração

Gal Costa & Tim Maia

publicado por AIMSF às 09:54
link do post | comentar | ver comentários (2) | | | favorito

Terça-feira, 30 de Junho de 2009

 

 

  Imagino-me

 

Imagino-me numa praia onde estou eu e o mar,

a areia e o sol, e num momento de magia

apareces tu para embelezar e dar alegria

ao lindo quadro que se encerra no meu avistar.

 

Sei bem quem és e sei bem de onde vens

Trazes contigo o sorriso mais lindo que conheço

E esse teu olhar distante e belo que tens

Vem deixar (dentro de mim) um valor sem preço.

 

E é ao  caminhar pelas margens das ondas

que tu e eu nos cruzamos e abraçamos

Num aperto demorado e apaixonado

E, assim nos amamos e ficamos.

 

 

Ana Fernandes- AIMSF

publicado por AIMSF às 14:58
link do post | comentar | | | favorito

Segunda-feira, 1 de Junho de 2009

 

Pedro Abrunhosa

publicado por AIMSF às 01:29
link do post | comentar | | | favorito

Quarta-feira, 20 de Maio de 2009

 

Una Noche

Despues de pensar, despues de ver
admito lo de andar sobre el agua del mar
Tibia claridad
Que vi por mi calle pasar
Sin saber que hacer, si sentir o pensar
Solo que aun hoy sigo
Aun hoy sigo atandome a ti

Aun hoy mi amor te doy
Mi cuerpo con alma
Se esconde del sol
De noche se escapa
Aun hoy te doy
Mi cuerpo con alma
Aun hoy, aun hay

Que esconde la noche
Va aguardar entre nosotros dos
O sentir o pensar
Se me lleno de luz la noche
Es porque yo vine a dar
Delfines en tu voz
Y sentir sin pensar

Solo que aun hoy sigo
Aun hoy sigo amandote a ti

Aun hoy, mi amor
Aun hay dos cuerpos con alma
Se esconden del sol
De noche se escapan
De noche se dan
Los cuerpos, las alma
Aun hoy, aun hay

Solo que aun hoy sigo
Aun hoy sigo amandote a ti

Aun hoy, mi amor
Aun hay dos cuerpos con alma
Se esconden del sol
De noche se escapan
De noche se dan
Los cuerpos, las almas
Aun hoy, aun hay

Aun hoy, aun hay
Aun hoy, aun hay ...

Alejandro Sanz e The Corrs

publicado por AIMSF às 10:34
link do post | comentar | | | favorito

Terça-feira, 12 de Maio de 2009

 

Todas as ruas do amor

SE SOU TINTA
TU ÉS TELA
SE SOU CHUVA
ÉS AGUARELA
SE SOU SAL
ÉS BRANCA AREIA
SE SOU MAR
ÉS MARÉ CHEIA
SE SOU CÉU
ÉS NUVEM NELE
SE SOU ESTRELA
ÉS DE ENCANTAR
SE SOU NOITE
ÉS LUZ PARA ELA
SE SOU DIA
ÉS O LUAR

SOU A VOZ
DO CORAÇÃO
NUMA CARTA
ABERTA AO MUNDO
SOU O ESPELHO
D’EMOÇÃO
DO TEU OLHAR
PROFUNDO
SOU UM TODO
NUM INSTANTE
CORPO DADO
EM JEITO AMANTE
SOU O TEMPO
QUE NÃO PASSA
QUANDO A SAUDADE
ME ABRAÇA

BEIJA O MAR
O VENTO E A LUA
SOU UM SOL
EM NEVE NUA
EM TODAS AS RUAS
DO AMOR
SERÁS MEU
E EU SEREI TUA

SE SOU TINTA
TU ÉS TELA
SE SOU CHUVA
ÉS AGUARELA
SE SOU SAL
ÉS BRANCA AREIA
SE SOU MAR
ÉS MARÉ CHEIA
SE SOU CÉU
ÉS NUVEM NELE
SE SOU ESTRELA
ÉS DE ENCANTAR
SE SOU NOITE
ÉS LUZ PARA ELA
SE SOU DIA
ÉS O LUAR

BEIJA O MAR
O VENTO E A LUA
SOU UM SOL
EM NEVE NUA
EM TODAS AS RUAS
DO AMOR
SERÁS MEU
E EU SEREI TUA

 


Letra Original "Todas as ruas do amor"

(Pedro Marques)

 

 

 

Parabéns ao Grupo que representa, muito, muitíssimo bem, o Nosso Portugal!!!

 Flor de Lis!!!

Uma música fascinante, com ritmos que contagiam  e combinam a alegria  e a beleza de um conjunto de instrumentos que conseguem criar entre si este brilhante resultado.

Mais uma excelente combinação música-letra.

De ouvir e ouvir e ouvir só mais uma vez, please, lol.

 

Ana Fernandes- AIMSF

publicado por AIMSF às 22:26
link do post | comentar | | | favorito

mais sobre mim
pesquisar
 
Abril 2010
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9
10

11
12
13
14
15
17

18
19
20
21
22
23
24

25
26
27
28
29
30


CURRENT MOON
free counters
subscrever feeds

blogs SAPO


Universidade de Aveiro