Um olhar interior...

Domingo, 26 de Abril de 2009

 Imagino

Neste exacto momento
em que escrevo estas palavras,
é teu o meu pensamento,
embora tu não o saibas,
em que, num sorriso, recordo
o toque da tua pele
e imagino nos teus lábios
o mais puro e doce mel.
E imagino segredos
e histórias por revelar;
e com a ponta dos meus dedos
anseio em te tocar;
e num tom de voz baixinho
ao teu ouvido sussurrar,
enquanto te faço um carinho,
enquanto leio o teu olhar.
E, logo depois, lentamente
pegar na tua mão;
sentir nela, o teu corpo quente,
sentires nela o meu coração.
E depois suave e doce
afagar o teu cabelo,
como se um poema fosse,
como se pudesse eu escrevê-lo.
Imagino finalmente,
ou talvez seja um desejo,
abraçar-te ternamente,
enquanto provo o teu beijo. 

 

Mythos

publicado por AIMSF às 14:44
link do post | comentar | favorito

 

Quando amanheces,logo no ar,
se agita a luz sem querer,
e mesmo o dia,vem devagar,
para te ver.
E já rendido,ver-te chegar,
desse outro mundo só teu,
onde eu queria, entrar um dia,
p'ra me perder.
p´ra me perder, nesses recantos
onde tu andas, sozinha sem mim,
ardo em ciúme desse jardim,
onde só vai quem tu quiseres,
onde és senhora do tempo sem fim,
por minha cruz, jóia de luz,
entre as mulheres.
Quebra-se o tempo, em teu olhar,
nesse gesto sem pudor,
rasga-se o céu, e lá vou eu,
p´ra me perder.
P´ra me perder, nesses recantos
onde tu andas sozinha sem mim,
ardo em ciúme desse jardim
onde só vai quem tu quiseres
onde és senhora do tempo sem fim,
por minha cruz, jóia de luz
entra as mulheres...

 

 

 

Paulo Gonzo

publicado por AIMSF às 03:13
link do post | comentar | favorito

mais sobre mim
pesquisar
 
Abril 2009
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9

12

21
23

27


CURRENT MOON
free counters
subscrever feeds

blogs SAPO


Universidade de Aveiro