Um olhar interior...

Domingo, 31 de Maio de 2009

 

 

publicado por AIMSF às 20:09
link do post | comentar | favorito

Sábado, 30 de Maio de 2009

 

 728945.jpg image by tmaneca

" Amor é prosa, Sexo é poesia "

 

Amor é prosa,
Sexo é poesia
Dou-te uma rosa,
Jogo os meus sonhos à maresia

Penoso aquele que perde o olhar,
Aquele sentimento que foi perdido.
 

De novo tenta, um coração apanhar
Um bom coração, que lhe é devido

Ele segue o seu coração
Evitando artimanhas
Que a vida prega no caixão
Escuro, cheio de teias de aranhas

Está escrito no seu destino
Sentir-se feliz
De longe, torcido o pepino
Como ser feliz, ninguem lhe diz

Amor é prosa
A continuação de uma busca
A morte desafia gulosa,
Sempre muito cusca.

 

Pedro Heliodoro

 

 

publicado por AIMSF às 16:45
link do post | comentar | favorito

Sexta-feira, 29 de Maio de 2009

 

Para meditar um pouco...

 

Acredito que todos nós somos especiais.

Devemos acreditar e lutar para alcançar os nossos sonhos.

 

A maior força vem do coração. É lá que está o segredo do nosso sucesso.

A música, a natureza, os amigos são meros condutores no nosso caminho.

Tudo é possível enquanto estivermos vivos.

A vida é o nosso maior bem.

Por isso: Vive e deixa viver!!!

 

 

AIMSF- Ana Fernandes

 

 

publicado por AIMSF às 14:47
link do post | comentar | favorito



As palavras que te envio são interditas

As palavras que te envio são interditas
até, meu amor, pelo halo das searas;
se alguma  regressasse, nem já reconhecia
o teu nome nas suas curvas claras.

Dói-me esta água, este ar que se respira,
dói-me esta solidão de pedra escura,
estas mãos nocturnas onde aperto
os meus dias quebrados na cintura.

E a noite cresce apaixonadamente.
Nas suas margens nuas, desoladas,
cada homem tem apenas para dar
um horizonte de cidades bombardeadas.

                      Eugénio de Andrade

 

publicado por AIMSF às 10:07
link do post | comentar | favorito

Quarta-feira, 27 de Maio de 2009

 

Like the whispering wind you sent to me
Like the hopeless time you gave to me
I watched your dreams all slip away
I watched your dreams all slip away
There's a hopeless place inside my heart
When I look inside I see where we are
Like the whispering wind in the top of the trees
I will watch the sky come following me
Like the rain on my windows late every night
Like the hope I have for us every time
It's like the whispering wind in the top of the trees
I see it sway as you come for me

There's a whispering wind I feel it inside
Like a place I can feel but never will see
Let a whisper come touch you come touch every thing
I stand in the way of the things I can be
Let the whispering wind come lift us away
Let it push us apart if we wish to stay
You're my sweetness, my baby, my love for all time
Like the whispering wind it makes you all mine
Like the whispering wind you stand here with me
Like the whispering wind you stand here with me
I see your dreams all slip away

Slip away
Slip away
Slip away

 

Moby

publicado por AIMSF às 12:07
link do post | comentar | favorito

Terça-feira, 26 de Maio de 2009

 

Não te amo, quero-te: o amor vem d'alma.
E eu n'alma - tenho a calma,
A calma - do jazigo.
Ai! não te amo, não.

Não te amo, quero-te: o amor é vida.
E a vida - nem sentida
A trago eu já comigo.
Ai! não te amo, não!

Ai! não te amo, não; e só te quero
De um querer bruto e fero
Que o sangue me devora,
Não chega ao coração.

Não te amo. És bela; e eu não te amo, ó bela.
Quem ama a aziaga estrela
Que lhe luz na má hora
Da sua perdição?

E quero-te, e não te amo, que é forçado,
De mau, feitiço azado
Este indigno furor.
Mas oh! não te amo, não.

E infame sou, porque te quero; e tanto
Que de mim tenho espanto,
De ti medo e terror...
Mas amar!... não te amo, não.

 

 

Almeida Garret

publicado por AIMSF às 10:27
link do post | comentar | favorito

Domingo, 24 de Maio de 2009

 

Hoje é o aniversário da minha linda filha.

Foi há 3 anos que ela entrou neste mundo, que é tão perigoso mas ao mesmo tempo tão lindo.

O meu compromisso é o de protegê-la e amá-la para que ela cresça em segurança e com todo o amor necessário que ela precisa.

Parabéns querida filha.

O meu desejo é que tudo corra bem e que vivamos para sempre unidas e felizes.

O amor de mãe é um sentimento muito lindo. Sou feliz porque tenho a melhor filha do mundo.

É minha...

 

publicado por AIMSF às 15:59
link do post | comentar | favorito

Sexta-feira, 22 de Maio de 2009
Há amores assim
Que nunca têm inicio
Muito menos têm fim
Na esquina de uma rua
Ou num banco de jardim
Quando menos esperamos
Há amores assim

Não demores tanto assim
Enquanto espero o céu azul
Cai a chuva sobre mim
Não me importo com mais nada
Se és direito ou o avesso
Se tu fores o meu final
Eu serei o teu começo

Não vou ganhar
Nem perder
Nem me lamentar
Estou pronta a saltar
De cabeça contra o mar

Não vou medir
Nem julgar
Eu quero arriscar
Tenho encontro marcado
Sem tempo nem lugar

Je t'aime j'adore
Um amor nunca se escolhe
Mas sei que vais reparar em mim
Yo te quiero tanto
E converso com o meu santo
Eu rezo e até peço em latim

Quando te encontrar sei que tudo se iluminará
Reconhecerei em ti meu amor, a minha eternidade
É que na verdade a saudade já me invade
Mesmo antes de te alcançar
É a sede que me mata
Ao sentir o rio abraçar o mar

Sem lágrima caída
Sou dona da minha vida
Sem nada mais nada
De bem com a vida

 

Donna Maria

publicado por AIMSF às 14:00
link do post | comentar | favorito

Quinta-feira, 21 de Maio de 2009

 

O escorpião negro procurou, procurou e não desistiu de procurar… Como era activo e astuto, já tinha encontrado cem diamantes, seiscentas esmeraldas, trezentas safiras e um número sem-conta de rubis. A meio do caminho, por causa da fadiga, assaltou-o um mau pensamento:
“Tanto trabalho! E para receber o quê? Um simples diamantezito, um quarto de unha de rubi, uma magra esmeralda, uma safira de nada? Mas, se eu guardar as pedras melhores para mim, serei o animal mais rico e poderoso da Terra! E talvez Deus passe a olhar- -nos, a nós, escorpiões, com tanto respeito como aos homens.”
E com o aguilhão, enterrou profundamente na areia, num esconderijo ultra-secreto, as pedras preciosas mais belas.
Entretanto, o escorpião amarelo arrastava entre as patas o seu magro tesouro: três rubis, cinco diamantes, sete safiras, um pouco de ouro raspado de uma pedra. A colheita era escassa porque ele tinha passado muito tempo a bronzear-se ao sol e, principalmente, a conversar com a raposa do deserto e com todos os habitantes do deserto que por lá encontrou, para enganar a solidão.
Chegada a hora de prestar contas, Deus chamou à sua presença os dois escorpiões. O escorpião negro só entregou seis pedras. Eram pequeninas, insignificantes e imperfeitas.
– Não encontrei mais nada, meu Senhor – mentiu o escorpião negro. – O meu irmão amarelo andou demasiado depressa! Apanhou tudo antes de mim!
Ao dizer aquilo, os olhos ficaram vermelhos e flamejantes como rubis, sinal de mentira e de hipocrisia.
Deus respondeu-lhe calmamente:
– Mentes! Guardaste todo o tesouro para ti! O que fizeste está mal. Primeiro, porque mentiste. Depois, e acima de tudo, porque roubaste a riqueza dos homens. E por isso serás amaldiçoado! Quando vires um homem ou um animal, terás uma irresistível vontade de o picar com o teu aguilhão e, se o fizeres, matá-lo-ás.
Deus virou-se em seguida para o escorpião amarelo:
– Quanto a ti, foste preguiçoso, passaste o tempo a enganar a solidão. É preciso ter-se coragem e saber-se suportar a fadiga e o isolamento, para se encontrar tesouros. O teu aguilhão também picará, mas só provocará febre durante três dias e três noites.
A partir daquele dia, quando as pessoas vêem um escorpião negro, esmagam-no por causa do medo que lhes inspira. Mas, quando vêem um escorpião amarelo, sabem que este não faz mal, e não o incomodam. Afastam-se dele, mas deixam-no em paz.

Sophie Carquain
Petites histoires pour devenir grand

 

publicado por AIMSF às 15:45
link do post | comentar | favorito

Quarta-feira, 20 de Maio de 2009

 

Una Noche

Despues de pensar, despues de ver
admito lo de andar sobre el agua del mar
Tibia claridad
Que vi por mi calle pasar
Sin saber que hacer, si sentir o pensar
Solo que aun hoy sigo
Aun hoy sigo atandome a ti

Aun hoy mi amor te doy
Mi cuerpo con alma
Se esconde del sol
De noche se escapa
Aun hoy te doy
Mi cuerpo con alma
Aun hoy, aun hay

Que esconde la noche
Va aguardar entre nosotros dos
O sentir o pensar
Se me lleno de luz la noche
Es porque yo vine a dar
Delfines en tu voz
Y sentir sin pensar

Solo que aun hoy sigo
Aun hoy sigo amandote a ti

Aun hoy, mi amor
Aun hay dos cuerpos con alma
Se esconden del sol
De noche se escapan
De noche se dan
Los cuerpos, las alma
Aun hoy, aun hay

Solo que aun hoy sigo
Aun hoy sigo amandote a ti

Aun hoy, mi amor
Aun hay dos cuerpos con alma
Se esconden del sol
De noche se escapan
De noche se dan
Los cuerpos, las almas
Aun hoy, aun hay

Aun hoy, aun hay
Aun hoy, aun hay ...

Alejandro Sanz e The Corrs

publicado por AIMSF às 10:34
link do post | comentar | favorito

mais sobre mim
pesquisar
 
Maio 2009
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

13

18
19
23

25
28



subscrever feeds

blogs SAPO


Universidade de Aveiro