Um olhar interior...

Terça-feira, 30 de Junho de 2009

 

 

  Imagino-me

 

Imagino-me numa praia onde estou eu e o mar,

a areia e o sol, e num momento de magia

apareces tu para embelezar e dar alegria

ao lindo quadro que se encerra no meu avistar.

 

Sei bem quem és e sei bem de onde vens

Trazes contigo o sorriso mais lindo que conheço

E esse teu olhar distante e belo que tens

Vem deixar (dentro de mim) um valor sem preço.

 

E é ao  caminhar pelas margens das ondas

que tu e eu nos cruzamos e abraçamos

Num aperto demorado e apaixonado

E, assim nos amamos e ficamos.

 

 

Ana Fernandes- AIMSF

publicado por AIMSF às 14:58
link do post | comentar | favorito

Segunda-feira, 29 de Junho de 2009

 

Amar

Amar
Amar

Quero amar
quero amar-te
amar-te sem te prender
Mas tenho medo ainda tenho medo
medo de te perder
Era assim que pensava
era isso que te queria dizer
Mas não te o disse
não te o disse porque achava
que era incorrecto
que faltava
algo
que ainda tinha de entender

Mas agora
agora que um pouco mais sei do que sabia
Agora que sei que no amor há muita alegria
Agora
Agora podes estar com quem estiveres
podes estar onde estiveres
Que de amar eu não te deixo
Amar é ser amor amor a dar-se
Não não é ter
Não é ter algo para amar
Amar é ser amor
Amor a amar

E se por "amar" acaso sofro
é porque o meu amor ainda é pouco
É porque eu também sou pouco
Mas como pode o puro Amor ser pouco

E como posso Eu ser pouco

 

Anónimo

publicado por AIMSF às 11:40
link do post | comentar | favorito

Sábado, 27 de Junho de 2009

 

 17610331.jpg image by valdirene_1

 

Sentir primeiro, pensar depois
Perdoar primeiro, julgar depois

 

Amar primeiro, educar depois
Esquecer primeiro, aprender depois

 

Libertar primeiro, ensinar depois
Alimentar primeiro, cantar depois

 

Possuir primeiro, contemplar depois
Agir primeiro, julgar depois

 

Navegar primeiro, aportar depois
Viver primeiro, morrer depois

 

Mário Quintana

publicado por AIMSF às 15:47
link do post | comentar | favorito

Sexta-feira, 26 de Junho de 2009

 

 

 

 Morreu Michael Jackson, uma das figuras mais conhecidas no mundo do espectáculo. O Rei da POP desapareceu inesperadamente,  e logo  agora que ía regressar aos palcos para matar as saudades aos seus  fãs. A vida tem destas coisas.

Pessoalmente gostava das suas músicas e dos seus espectáculos. Ele foi uma referência na minha infância, adolescência e juventude. Dancei muito ao som das suas músicas e acho que foi dos primeiros nomes que consegui dizer em inglês (Michael Jackson)

Quanto ao seu estilo de vida e personalidade infelizmente não me diziam nada.

Aqui deixo algumas das músicas que mais gosto dele.

 

Ana Fernandes- AIMSF

 

 

publicado por AIMSF às 10:02
link do post | comentar | favorito

Quinta-feira, 25 de Junho de 2009

 

 

Eu queria ser diferente
Quando te vejo
O meu desejo
Era olhar-te sem ver
Simples lampejo
Do teu corpo ondulante.
Queria passar por ti
Tranquilo, calmamente
Mesmo distante
Como de tanta gente
Por quem passo;
E Intuir-te a graça
Mas sem olhar p’ra ti.
Queria apartar de mim
O pensamento
Qual tormento
Do teu falar cantado
O doce acento
E a tua boca
Onde o sorriso brinca
E resplandece;
Como posso esquecer
O que não esquece?
Quem dera não parecer
que vou enlouquecer
por querer sentir-me imune
ao teu encanto;
Prouvera eu te ligasse tanto
Como me importa
O odor perfumado
Deste cigarro
Que fumo e logo esqueço
Quando se apaga o lume.
Mas só ando a fingir
Que não me iludo
Ganhei cisma em não querer
E queria tudo
Só que não sei mentir-me
Sou sincero,
E não posso fingir
o que não sou.
Sei que é estranha em mim
Esta dúbia atitude
De querer afastar
a quem venero
por não poder esquecer
o que não sei se quero:
- quem nunca, de si,
um pouco me quis dar. 

 

Eugénio de Sá

 (Poema inspirado num texto
de Adhémaro Gomes de Azevedo)

 

publicado por AIMSF às 16:52
link do post | comentar | favorito

Quarta-feira, 24 de Junho de 2009

 

 

J'ai compris tous les mots, j'ai bien compris, merci
Raisonnable et nouveau, c'est ainsi par ici
Que les choses ont changé, que les fleurs ont fané
Que le temps d'avant, c'était le temps d’avant
Que si tout zappe et lasse, les amours aussi passent

Il faut que tu saches

J'irai chercher ton cœur si tu l'emportes ailleurs
Même si dans tes danses d'autres dansent des heures
J'irai chercher ton âme dans les froids dans les flammes
Je te jetterai des sorts pour que tu m'aimes encore

Fallait pas commencer m'attirer me toucher
Fallait pas tant donner moi je sais pas jouer
On me dit qu'aujourd'hui, on me dit que les autres font ainsi
Je ne suis pas les autres
Avant que l'on s'attache, avant que l'on se gâche

Je veux que tu saches

J'irai chercher ton cœur si tu l'emportes ailleurs
Même si dans tes danses d'autres dansent des heures
J'irai chercher ton âme dans les froids dans les flammes
Je te jetterai des sorts pour que tu m'aimes encore

Je trouverai des langages pour chanter tes louanges
Je ferai nos bagages pour d'infinies vendanges
Les formules magiques des marabouts d'Afrique
J'les dirai sans remords pour que tu m'aimes encore

Je m'inventerai reine pour que tu me RETIENNES
Je me ferai nouvelle pour que le feu reprenne
Je deviendrai ces autres qui te donnent du plaisir
Vos jeux seront les nôtres, si tel est ton désir

Plus brillante plus belle pour une autre étincelle
Je me changerai en or pour que tu m'aimes encore.

 

Celine Dion

publicado por AIMSF às 21:55
link do post | comentar | favorito

Segunda-feira, 22 de Junho de 2009

y1pzWD7d4tCLNe2mdrfhrjjVIp-JAJ5L8yP.jpg image by AmorinhaStar
 

O amor é uma companhia.
Já não sei andar só pelos caminhos,
Porque já não posso andar só.
Um pensamento visível faz-me andar mais
      depressa
E ver menos, e ao mesmo tempo gostar bem de ir
      vendo tudo.

Mesmo a ausência dela é uma coisa que
      está comigo.
E eu gosto tanto dela que não sei como a desejar.
Se a não vejo, imagino-a e sou forte como as
      árvores altas.
Mas se a vejo tremo, não sei o que é feito do que
      sinto na ausência dela.

Todo eu sou qualquer força que me abandona.
Toda a realidade olha para mim como um girassol
      com a cara dela no meio.

Alberto Caeiro, heterónimo de Fernando Pessoa
 

publicado por AIMSF às 23:20
link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito

 

I won't pretend that i intend to stop living
i won't pretend i'm good at forgiving
but i can't hate you
although i have tried
mmmm
i still really really love you
love is stronger than pride
i still really really love you
mmmm
i won't pretend that i intend to stop living
i won't pretend i'm good at forgiving
but i can't hate you
although i have tried
mmmm
i still really really love you
love is stronger than pride
i still really really love you
mm mm mm mm mm
sitting here wasting my time
would be like
waiting for the sun to rise
it's all too clear things come and go
sitting here waiting for you
would be like waiting for winter
it's gonna be cold
there may even
be snow
i still really really love you
love is stronger than pride
i still really really love you
love is stronger
i still really love you
love is stronger than pride

publicado por AIMSF às 00:27
link do post | comentar | favorito

Sábado, 20 de Junho de 2009

 

Enigma

publicado por AIMSF às 20:17
link do post | comentar | favorito

Sexta-feira, 19 de Junho de 2009

 

 

 

  

O que me dói não é
O que há no coração
Mas essas coisas lindas
Que nunca existirão...

São as formas sem forma
Que passam sem que a dor
As possa conhecer
Ou as sonhar o amor.

São como se a tristeza
Fosse árvore e, uma a uma,
Caíssem suas folhas
Entre o vestígio e a bruma.

Fernando Pessoa, in "Cancioneiro

publicado por AIMSF às 10:04
link do post | comentar | favorito

mais sobre mim
pesquisar
 
Junho 2009
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6

7
8
9
12

15
16

21
23

28


CURRENT MOON
free counters
subscrever feeds

blogs SAPO


Universidade de Aveiro