Um olhar interior...

Quinta-feira, 18 de Junho de 2009

 

 

 

Faltam palavras, neste momento
e este segundo já passou
Fiquei parado, sem reacção
e num segundo tudo mudou
Trouxe-te o vento na tempestade do meu mar
tinhas a chama onde me quero queimar

Este mar que me leva
sem me dar nenhum sinal
Ao teu porto de abrigo
Quero o meu ponto final

Quando estás perto, cada momento
é tao tenso ao pé de ti
Peço-te que esperes, pra me receberes
até que este mar me leve a ti
Deixa-me mostrar-te que consegues voltar a amar
eu só quero dar-te, mostrar-te que posso mudar

Este mar que me leva
sem me dar nenhum sinal
Ao teu porto de abrigo
Quero o meu ponto final

Conta-me a história que quero ouvir
Mostra-me o mundo que é só teu
Quero perder-me onde tu estiveres
Faz-me um sinal

Este mar que me leva
sem me dar nenhum sinal
Ao teu porto de abrigo
Quero o meu ponto final

Conta-me a história que quero ouvir
Mostra-me o mundo que é só teu
 

Pedro Vaz

publicado por AIMSF às 09:59
link do post | comentar | favorito

Quinta-feira, 7 de Maio de 2009

 

 

As Baleias

 

Não é possivel que voce suporte a barra
De olhar nos olhos do que morre em suas mãos
E ver no mar se debater o sofrimento
E até sentir-se um vencedor neste momento

Não é possivel que no fundo do seu peito
Seu coração não tenha lágrimas guardadas
Pra derramar sobre o vermelho derramado
No azul das águas que voce deixou manchadas

Seus netos vão te perguntar em poucos anos
Pelas baleias que cruzavam oceanos
Que eles viram em velhos livros
Ou nos filmes dos arquivos
Dos programas vespertinos de televisão

O gosto amargo do silêncio em sua boca
Vai te levar de volta ao mar e a fúria louca
De uma cauda exposta aos ventos
Em seus últimos momentos
Relembrada num troféu em forma de arpão

Como é possível que voce tenha coragem
De não deixar nascer a vida que se faz
Em outra vida que sem ter lugar seguro
Te pede a chance de existência no futuro

Mudar seu rumo e procurar seus sentimentos
Vai te fazer um verdadeiro vencedor
Ainda é tempo de ouvir a voz dos ventos
 

 

Roberto Carlos

publicado por AIMSF às 10:37
link do post | comentar | favorito

Quarta-feira, 22 de Abril de 2009

 

Haja o que houver
eu estou aqui
haja o que houver
espero por ti
Volta no vento
Ó meu amor
Volta depressa
por favor
Há quanto tempo já esqueci
Porque fiquei
longe de ti
Cada momento
é pior
Volta no vento
por favor

Eu sei, eu sei
Quem és para mim
Haja o que houver
volta para mim
publicado por AIMSF às 15:16
link do post | comentar | favorito

mais sobre mim
pesquisar
 
Abril 2010
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9
10

11
12
13
14
15
17

18
19
20
21
22
23
24

25
26
27
28
29
30


CURRENT MOON
free counters
subscrever feeds

blogs SAPO


Universidade de Aveiro